coisas da genética em poucas palavras

quinta-feira, março 16, 2006

Prós e contras (OMG)

Aumento de produção de alimentos, alteração do valor nutricional, desenvolvimento de espécies apenas com características desejáveis e maior resistência ao armazenamento. Estes são alguns dos argumentos utilizados pelos defensores dos OMG. Mas há quem não se esqueça da outra face da moeda, o aumento dos sintomas de alergias, maior resistência a antibióticos, o desenvolvimento de ervas daninhas multiresistentes, a contaminação dos solos assim como as consequências que dai advêm, tais como destruição de ecossistemas, poluição de agua etc. Contudo o argumento mais forte dos países produtores é a fome no Mundo, pois a forma mais fácil de combater esse grave problema e com produção de alimentos transgénicos. No entanto esse fundamento também cai por terra quando analisado a fundo; as pessoas passam fome por não terem puder de compra, não por haver mais ou menos alimento.

Alimentos transgenicos


São organismos geneticamente modificados aos quais se adicionaram genes de outras espécies, assim conseguem resistir ás pragas, mantêm os insectos à distância e pode m ser conservados durante mais tempo. Esta é uma das aplicações da engenharia genética, esta técnica permite adicionar características nutricionais aos alimentos, que de outra forma não seriam produzidas pela natureza.

domingo, janeiro 15, 2006

O que é a engenharia genética?

A engenharia genética permite aos cientistas usarem organismos vivos como matérias-primas para criarem novas formas de vida ou reformularem as existentes. Para isso, recorrem ao DNA que define todas as características dos organismos. O DNA está “dividido” em genes que, combinados entre si, determinam as diferentes características dos organismos, e é por estas porções que a engenharia genética se interessa.
Os cientistas utilizam enzimas de restrição ou endonucleases para quebrar a cadeia de DNA em locais específicos (zonas de restrição), fazendo com que os genes interessantes se liguem (com ajuda de enzimas de ligação - ligases do DNA) a outro material genético (designado plasmídeo, no caso de uma bactéria), de modo a que o organismo portador do DNA já alterado possa apresentar a nova característica e, assim, esta fará parte das seguintes gerações.